Cirurgia de Retina e Vítreo

retina e vítreo_cirurgiaEste procedimento é necessário quando existe descolamento de Retina, turvação vítrea importante, traumas com corpo estranho intraocular, entre outras indicações que têm na cirurgia de retina a possibilidade de recuperação parcial ou total da visão.

Indicadas para a correção do descolamento de retina, hoje em dia, esses procedimentos contam com recursos para reverter uma condição que até alguns anos era sinônimo de cegueira.

O desenvolvimento dos vitreófagos computadorizados e o uso intraoperatório de perfluoroctano e óleo de silicone de alta densidade possibilitam ao cirurgião recolocar a retina no lugar em casos extremamente complicados.

Retinopatia Diabética

É uma complicação ocular do Diabetes, que ataca os vasos sanguíneos do fundo do olho, diminuindo a sua capacidade de circulação e promovendo deficiência na irrigação dos tecidos. Quando isso ocorre, o OLHO DIABÉTICO sofre hemorragias que podem causar danos irreversíveis, chegando até a cegueira total.

Aproximadamente 50% dos diabéticos apresentam alterações da retina. Quanto mais cedo for diagnosticado o Diabetes e iniciado o tratamento, mais chances terá o paciente de não desenvolver a retinopatia.

Cuidados

A associação da hipertensão arterial, nefropatia, gravidez e fumo pode piorar o prognóstico. Como a acuidade visual pode estar preservada temporariamente, mesmo nas formas mais severas da retinopatia, os pacientes devem ser orientados sobre a existência e os riscos da doença, e que somente o controle oftalmológico periódico pode propiciar sua detecção e tratamento precoces, com consequente melhor prognóstico para preservação da visão.

Sintomas

No início pode-se apresentar totalmente assintomática (não é observado nenhum sintoma da doença). Com a sua evolução o paciente irá perceber uma baixa visual e a sensação de vista “embaçada”.

Tratamento

O paciente diabético deve realizar o exame oftalmológico pelo menos uma vez por ano (em especial o exame de fundo do olho) para o controle e prevenção da retinopatia.

Para os pacientes que já estão com algum comprometimento da retina (fundo do olho), o exame oftalmológico irá indicar a necessidade ou não de se realizar o tratamento a laser. Esse tratamento visa cicatrizar os vasos doentes do fundo do olho.

 

MANTER UM BOM CONTROLE DA GLICEMIA É FUNDAMENTAL PARA EVITAR COMPLICAÇÕES NA RETINA

 

Conheça os especialistas da área:

 

Clique AQUI e saiba mais sobre a Retinopatia Diabética