Excelência do atendimento presente também na hora de transmitir conhecimento

Hospital de Olhos de Blumenau ganha destaque ao criar experiências

Dr. Rafael Elias Silvano

Após concluída a faculdade, é preciso que o médico que pretende se tornar especialista vivencie o cotidiano profissional escolhido. Neste momento, a residência médica é ferramenta imprescindível para aprofundar, diversificar e solidificar os conhecimentos.

Neste quesito o Hospital de Olhos de Blumenau também é referência. Foi o que constatou o Dr. Rafael Elias Silvano, segundo médico residente formado no Hospital de Olhos de Blumenau.

“A Residência conta com um grande volume ambulatorial e cirúrgico, no Hospital de Olhos de Blumenau e na Clínica de Olhos Santa Isabel, onde pude acompanhar as diversas subespecialidades da Oftalmologia, aliando a teoria com a prática. Outro diferencial é o livre acesso a equipamentos de alta tecnologia, tanto para diagnóstico, quanto para realização de procedimentos cirúrgicos. Também tive a oportunidade de acompanhar o preceptor nos atendimentos clínicos e cirúrgicos de urgência que ocorreram nas dependências do Hospital Santa Isabel”.

Durante a residência no Hospital de Olhos de Blumenau, o Dr. Rafael adquiriu os conhecimentos teóricos e práticos para diagnóstico e tratamento das doenças oculares, com destaque nas especialidades de catarata, córnea, cirurgia refrativa e refração. “Fundamental para a formação do especialista, este período serviu também para perceber e atender aos anseios, tanto dos pacientes, quanto dos oftalmologistas e dos demais profissionais da equipe”.

“Temos uma reunião clínica semanal com residentes, acadêmicos de Medicina e os preceptores, onde são feitas revisões dos principais periódicos da oftalmologia mundial, tendo contato então com as novidades da área. Também são apresentados os casos clínicos mais interessantes e desafiadores do serviço”, conta Dr. Rafael.

“Não é só o residente que estuda. Todo o corpo clínico tem que se manter atualizado para poder orientar os residentes dentro do que a oftalmologia tem de mais moderno, pois estamos credenciados e sob supervisão do MEC e do Conselho Brasileiro de Oftalmologia para que a coisa funcione desta maneira”, completa o Chefe da Residência, Dr. Luiz Felipe Hagemann.