Glaucoma é uma doença silenciosa e a segunda causa mais frequente de cegueira no mundo

No Dia Nacional de Combate ao Glaucoma, o Hospital de Olhos de Blumenau alerta que o diagnóstico precoce da doença permite tratamento

diamundialdoglaucoma

O glaucoma é a segunda causa mais frequente de cegueira no mundo. É uma doença assintomática que pode levar à cegueira quando não devidamente diagnosticada e tratada. A doença é detectada após um exame oftalmológico que mede a pressão intraocular e o diagnóstico precoce permite seu tratamento. Por isso, no dia Nacional de Combate ao Glaucoma, 26 de maio, o Hospital de Olhos de Blumenau alerta a população sobre a importância de consultas regulares ao Oftalmologista.

A doença, comumente, atinge ambos os olhos e suas lesões são irreversíveis. Na forma aguda, pode levar à visão borrada, dor ocular, halos coloridos com a luz, náuseas, vômitos, cefaleia, e é causada por um aumento grande e agudo da pressão intraocular. Nas fases finais há perda importante do campo visual com visão em túnel. Apesar de a incidência ser maior em pessoas com idade acima dos 40 anos, a doença pode atingir pessoas de qualquer faixa etária. A existência de uma história familiar de glaucoma, miopia, hipertensão arterial e diabetes são os principais fatores de risco.

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), a doença atinge 65 milhões de pessoas em todo o mundo, sendo que 1% da população é cega e mais de quatro milhões são portadoras de deficiências visuais severas. No Brasil, o glaucoma atinge 2% da população acima dos 40 anos – cerca de 1 milhão de pessoas. E de acordo com o Conselho Brasileiro de Oftalmologia (CBO), cerca de 75% dos casos de cegueira resultam de causas previsíveis e tratáveis.

Tipos de Glaucoma:
Glaucoma crônico de ângulo aberto – o tipo mais comum, no qual o humor aquoso não é drenado de maneira correta;

Glaucoma de ângulo fechado – aumento súbito de pressão ocular, acarretando em uma emergência médica;

Glaucoma de baixa tensão – ocorre mesmo com a pressão ocular normal;

Glaucoma congênito – a criança que nasce com defeito no olho, que diminui a drenagem normal de fluidos.

O diagnóstico precoce da doença permite o início do tratamento antes que ocorram lesões graves no nervo ótico. Atualmente, ainda não existem formas de prevenção, mas existem tratamentos eficazes no controle da progressão do glaucoma.

 

Consulte periodicamente seu oftalmologista!