Vista cansada ou presbiopia e catarata

Nessa entrevista, Dr. Rodrigo Correa fala sobre vista cansada ou presbiopia e catarata.

Confira a entrevista completa!

O que é presbiopia e quais são os sinais e sintomas de que alguém pode estar desenvolvendo essa condição?

R: A presbiopia é uma condição ocular que afeta a capacidade de focar em objetos próximos, que normalmente ocorre com pessoas a partir dos 40 anos de idade. Os sinais incluem dificuldade em ler de perto, visão embaçada ao realizar tarefas de perto e a necessidade de afastar objetos para enxergá-los claramente. Isso acontece devido à perda de flexibilidade do cristalino, a lente natural dos olhos. Aqui é importante explicar que temos dois tipos de pacientes com a presbiopia. Temos pacientes que começam a enxergar mal de perto e precisam de óculos, e temos os pacientes míopes, que já vem usando óculos há algum tempo, e depois dos 40 anos, esses pacientes ficam tirando os óculos para ver melhor de perto. Resumindo, todos nós vamos sofrer com a presbiopia.

Qual é a causa da presbiopia e se a mesma piora com o tempo?

R: Para entender melhor essa pergunta, imagina que o cristalino, a lente natural que temos dentro do olho, ela vai endurecendo, assim perdendo a capacidade de dar foco para longe e perto com a mesma nitidez. Antes o musculo tinha força suficiente para ver de longe e de perto, mas com o passar do tempo este musculo perde a força para contrair o cristalino que está mais endurecido, e assim ao perdermos o foco com a presbiopia, precisamos de ajuda com a falta dessa contração muscular, através do uso de óculos ou cirurgia. Com o passar do tempo a tendencia natural é que vá piorando e assim a necessidade de corrigir a falta de visão vai se tornando necessária e frequente.

Quais são as opções de tratamento para a presbiopia?

R: As opções de tratamento incluem o uso de óculos, lentes de contato, cirurgias refrativas a laser, além de cirurgia com implante de lentes intraoculares.

Como é o uso de lentes de contato em pessoas com a vista cansada?

R: A adaptação a lentes de contato pode levar algum tempo, mas muitos pacientes se adaptam bem e desfrutam da liberdade de não usar óculos. Existem lentes de contato multifocais, que permitem que os dois olhos enxerguem longe e perto, e também fazemos a monovisão, onde colocamos uma lente de contato para perto em um dos olhos, e outra lente de contato para longe no outro olho do paciente.

Quais são os principais pontos a considerar ao optar por lentes de contato, especialmente para corrigir problemas de visão?

R: As lentes de contato são uma excelente opção para corrigir diversos problemas de visão, desde miopia e hipermetropia até astigmatismo. A adaptação pode variar de pessoa para pessoa, mas é geralmente rápida. Ela exige a colocação e retirada das lentes diariamente assim como sua limpeza, mas a grande maioria das pessoas se adapta muito bem.

Para aqueles que desejam uma solução mais permanente, existem cirurgias disponíveis para eliminar o uso de óculos?

R: Certamente. A cirurgia refrativa a laser, como o LASIK ou PRK, é uma das opções mais populares. Um laser é aplicado a córnea e remodela a mesma para corrigir miopia, hipermetropia e astigmatismo. No entanto, nem todos são candidatos a essas cirurgias, então uma consulta com um oftalmologista é essencial para avaliar a elegibilidade.

Outra cirurgia e que tem ganhado mais adeptos, é a implantação de lentes intraoculares multifocais que envolve a substituição da lente natural do olho por uma lente multifocal, que possui diferentes zonas de foco para visão de perto e de longe. Isso permite que o olho se adapte a diferentes distâncias, proporcionando uma visão mais clara em diversas situações. A escolha da cirurgia depende das características individuais dos olhos e das necessidades do paciente. Mas aqui é onde percebemos os maiores avanços em tecnologia e a maior liberdade do uso de óculos. É fundamental passar por uma avaliação detalhada com o oftalmologista para determinar a melhor opção para cada paciente e para cada situação.

Quais são os sintomas dessa condição e como a cirurgia de catarata pode restaurar a visão?

R: A catarata é a opacidade do cristalino, a lente natural do olho – todos nós nascemos com ela. A opacidade do cristalino leva à visão embaçada, sensibilidade à luz e visão comprometida no geral. A cirurgia de catarata envolve a remoção do cristalino opaco e a substituição por uma lente artificial. Nada mais é do que uma troca de lentes, retiro a lente natural do olho, que embaçou, e substituo por outra artificial, que pode devolver a visão em muitos casos para longe e perto. Essa cirurgia geralmente é bem-sucedida e, melhoram significativamente a qualidade de vida dos pacientes.

A cirurgia de catarata é uma das cirurgias oculares mais comuns e eficazes. A recuperação da visão após a cirurgia costuma ser notável. O que deixa os pacientes muito satisfeitos.

Dr. Rodrigo Correa da Costa Oliveira
CRM-SC 20126 / RQE 11527
Cirurgia Refrativa, Catarata, Córnea, Ceratocone, Lentes de Contato, Pterígio e Oftalmologia Clínica.

Open chat